publicado em 03/01/2019 às 11h34
XXVIII ou XXIX Exames? O timing certo para a preparação!

Quando surge o momento certo de iniciar a preparação para a OAB?

Essa é uma pergunta FUNDAMENTAL quando se fala em planejamento e execução dos estudos.

Tudo, claro, tendo como grande objetivo a aprovação no Exame de Ordem.

Se a prova fosse fácil essa análise não seria tão relevante, mas como a reprovação no Exame é altíssima, pensar sobre o momento certo de iniciar a preparação torna-se um questionamento de alto relevo.

Planejando a sua edição 2019 da OAB!

Acompanho candidatos há quase 11 anos e sei que nós temos, sob este aspecto, a mais variada gama de perfis. Examinandos que iniciam com muitos meses de antecedência a preparação, enquanto outros arriscam a sorte faltando apenas poucas semanas. Entre esse dois exemplos toda um universo de realidades quanto ao tempo de início dos estudos.

E qual é o tempo ideal para começar, de fato, a preparação para a OAB?

Considero que hoje, sem medo de errar na análise, o ideal é dar início ao processo de preparação com 5 meses de antecedência.

Esse seria o ideal.

E por que esse lapso de tempo todo?

Porque estudar não é só ler ou só acompanhar aulas. Estudar é um processo dinâmico que envolve basicamente as seguintes etapas:

1 - Tomar contato com a fonte de estudo (livro ou aula);

2 - Refletir sobre o que viu;

3 - Fazer um resumo da aula;

4 - Resolver exercícios;

5 - Revisar o conteúdo estudado, ao menos em duas ocasiões distintas.

Escrevo há tempos sobre essa lógica. Todas essas etapas são necessárias para se forjar a chamada memória profunda, ou seja, gerar a consolidação do conteúdo na memória.

E, claro, todas essas etapas juntas consomem tempo.

Quando se emprega uma metodologia de estudo consistente, já testada pelo tempo e por muitos examinandos bem-sucedidos, o tempo disponível para executar todas as etapas do processo é bem considerável, comparando com a mera leitura, por exemplo.

Logo, na média, o tempo ideal médio de preparação é de 5 meses, considerando também a abordagem de todo o conteúdo regularmente cobrado no Exame de Ordem.

Mas isso é o ideal.

Examinandos, pela mais diversas razões, podem ter de iniciar a preparação com menos tempo. Daí vem a pergunta: com menos tempo preserva-se a metodologia ou o conteúdo?

Entendo que a metodologia deve ser preservada. O método é fundamental na preparação para a OAB.

Isso significa dizer que com menos tempo um candidato terá de cortar parte do programa do Exame de Ordem para poder estudar o mínimo necessário visando vencer a prova.

Entra aqui a necessidade de se preservar o domínio do conteúdo estudado do que estudar muito mais e não lembrar direito das informações na hora da prova.

É uma escolha estratégica.

Ainda com 4 meses antes da prova, é possível estudar tudo. Faltando 3 meses a conta já fica apertada, exceto se o estudante tiver ao menos dois turnos livre para estudar. Fora disto, parte do conteúdo terá de ser sacrificado em nome de um estudo mais qualificado.

 

Obviamente, essa já não é a solução ideal.

Projeto XXVIII Exame de Ordem

Quem vai estudar para o XXIX Exame de Ordem tem um lapso temporal perfeito pela frente: 7 meses!

Com esse tempo dá para estruturar a preparação para a OAB com a metodologia certa, resolver todos os exercícios possíveis e ainda usar amplamente do processo de revisão para consolidar firmemente a informação consolidada ao longo do tempo.

Curso de Resolução de Questões para o XXVIII Exame de Ordem

Já quem vai fazer o XXVIII tem de iniciar o quanto antes a preparação, pois só terá 3 meses de estudo.

A estrada da preparação certa para a OAB!

Nesta hipótese a quantidade de revisões possíveis é bem menor, assim como o esforço diário terá de ser um pouco maior. Entretanto, ainda assim, mesmo considerando o atual grau de dificuldade da prova, é possível se preparar com qualidade.

A decisão de efetivamente iniciar os estudos não pode mais ser postergada, especialmente para quem vai fazer o XXVIII Exame.



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM