publicado em 07/05/2019 às 11h02
Faz sentido iniciar a preparação para a repescagem agora?

Muitos candidatos já estão querendo estudar para a repescagem do XXIX Exame de Ordem, certamente já cientes de que não foram bem na prova da 2ª fase do XXVIII.

Eu vejo três problemas essenciais nisso, apesar de reconhecer que uma preparação feita com antecedência é sempre interessante, desde que respeito elementos e condições de estudo fundamentais.

Whatsapp do Blog - 61.99314.4383

O primeiro problema está em manter a motivação e o ritmo de estudos iniciando uma preparação para a 2ª fase agora. Estamos falando de 4 meses de estudo de apenas uma disciplina.

É muito tempo para uma segunda fase!

Quem reprovou há de reconhecer que, quando se chega perto da prova subjetiva, a mente já está bem saturada com a preparação. O cansaço é real e o esgotamento se faz sentir intensamente.

Informações importantes sobre a próxima repescagem!

Simplesmente executar uma preparação por 4 meses tem um ALTÍSSIMO POTENCIAL de pulverizar a motivação, regularidade e empenho do candidato, considerando aqui a própria natureza da preparação para a 2ª fase.

E disso eu tenho escola.

Tempo demais empenhado pode ser prejudicial neste aspecto, considerando o volume limitado de conteúdo a ser estudado.

IMPORTANTE: Se sentir saturado após uma longa preparação exatamente na reta final de estudos, duas semanas antes da prova, representa um grave risco para o examinando. reflitam sobre isto, especialmente considerando que motivação é um elemento-chave nos estudos.

O segundo problema está na reprovação em si. Ninguém até agora está efetivamente reprovado. Isso só acontece quando da publicação do resultado preliminar.

Desistir agora pode ser o reconhecimento prévio de uma verdade, mas tudo tem o seu tempo.

Com a reprovação confirmada no dia 24/05, o candidato terá 1 mês extra de estudo ANTES da prova da 1ª fase, e mais sete semanas até a prova da 2ª fase. Este tempo sim é razoável e permite a manutenção do empenho e esforço com uma boa dose de motivação.

Isso sem considerar que ainda teremos o prazo recursal.

E o terceiro problema reside no fato de que nenhum possível curso pode entregar aulas diárias para a 2ª fase durante o período de 4 meses, exceto se existir algum (desconheço) que tenha uma carga horária grande o suficiente para permitir a construção de uma rotina de estrudo consistente.

Lidar com aulas intercaladas ao longo de um período tão grande é potencialmente desmotivador, afora implicar em perda de regularidade, o que também é péssimo para qualquer planejamento possível.

Minha recomendação é simples: aguardem o resultado, dia 24/05, e a partir daí definam o início da preparação, considerando que dali em diante será possível implementar um projeto de estudo consistente.

Evidentemente, quem achar que deve começar agora pode fazê-lo, mas antes é sempre importante refletir sobre como os estudos serão conduzidos.

Reflitam e tomem a melhor decisão.

O Jus21 lançará seus cursos de 2ª fase no dia 24/05, com aulas atualizadas, para vocês iniciarem a preparação com qualidade. Mas, claro, espero antes que vocês simplesmente sejam aprovados, e só teremos certeza disto no próprio dia 24.



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM