Estratégias para a 2ª fase OAB

Arranque o melhor desempenho possível de si na prova subjetiva da OAB

publicado em 26/11/2020 às 08h51
Um erro comum na reta final de preparação para a 2ª fase

Observem os cinco cenários abaixo, todos de edições recentes do Exame de Ordem:

Cenário 1: 2ª fase do XXIX Exame de Ordem

Prova: Direito do Trabalho

Peça: Consignação em Pegamento

Drama: Muita gente não estudou a consignação em pagamento, peça muito rara na 2ª fase.

Cenário 2: 2ª fase do XXIX Exame de Ordem

Prova: Ação Rescisória

Peça: Direito Civil

Drama: Peça inédita que muitos não esperavam e não treinaram

Cenário 3: 2ª fase do XXVIII Exame de Ordem

Prova: Tributário

Peça: Recurso em Mandado de Segurança

Drama: Peça inédita que quebrou muitos candidatos. Muitos professores não deram a peça.

Cenário 4: 2ª fase do XXII Exame de Ordem

Prova: Constitucional

Peça: Ação Civil Pública

Drama: Peça inédita que quebrou muitos candidatos.

Cenário 5: 2ª fase do XIX Exame de Ordem

Prova: Penal

Peça: Consignação em Pegamento

Drama: Peça inédita que quebrou muitos candidatos.

Relacionei acima somente alguns casos de peças inéditas em edições recentes no Exame de Ordem, sem considerar outros problemas, como redação do nomem iuris, erro em estrutura de peças e por aí vai.

Vi por aí muitos comentários no sentido que o importante agora é estudar as peças que mais caem.

Não! Estudar as peças mais cobradas não é a prioridade! A prioridade é estudar TUDO!

Hoje teremos mais uma live estratégica da 2ª fase. Vou trabalhar a forma de escrever na prova.

Cadastrem-se abaixo:

Lives estratégicas para a 2ª fase da OAB - Cadastro

O grande erro está em PRIORIZAR alguma coisa, quando existe o risco da banca cobrar QUALQUER coisa.

É uma situação, evidentemente, ingrata. Mas efetivamente não tem muito o que se fazer: tem de estar pronto para qualquer hipótese.

A penúltima prova, por exemplo, foi campeã em inovações.

Tivemos uma ação Anulatória em Direito Administrativo, peça muito rara na disciplina. Uma inédita Ação Rescisória em Direito Civil. Uma ação de Consignação em Pagamento em Trabalho, que, apesar de não ser inédita, é muito rara. E em Tributário foi cobrada uma inédita petição inicial de mandado de segurança coletivo preventivo.

E isso tudo na penúltima prova!

Moral da história: todas as apostas feitas naquela oportunidade foram falhas. Ninguém acertou nada, pois a banca veio inovando forte em todas as disciplinas.

Como o espelho pode ajudar na construção da peça prática?

Isso não quer dizer, em absoluto, que a banca necessariamente vai inovar na prova do dia 06/12.

Simplesmente não temos como saber o que vai acontecer.

E é por não saber, considerando todo o rol de possibilidades, que focar nas peças mais comuns representa um erro.

Dá mais trabalho estudar tudo, por óbvio. Mas é, sem dúvidas, o caminho mais seguro.

Não escolham agora o caminho mais fácil.



CANAL NO TELEGRAM
RECOMENDAÇÕES DO BLOG

Cursos & Treinamentos

13 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM