publicado em 15/02/2019 às 14h51
Repescagem: pontos fundamentais para a preparação!

O que você precisa saber para iniciar os estudos para a repescagem? O questionamento é pertinente para quem já quer iniciar a preparação, mesmo ainda na pendência do prazo recursal para a 2ª fase do XXVII.

E a pergunta é pertinente porque muitos, após a reprovação, não sabem como e quando reiniciar a preparação.

Primeiro, para deixá-los informados, as inscrições para a repescagem terão início apenas após a prova da 1ª fase do XXVIII Exame de Ordem, que vai ser aplicada no dia 17/03. Quanto a isto não há agora nenhum motivo de preocupação.

Cadastrem-se no whatsapp do Blog - 61-99314.4383

Agora, quanto ao tempo de estudo extra, vocês têm uma margem muito apertada: apenas 30 dias a MAIS para estudarem.

E esse é um ponto interessante: O tempo a mais é o GRANDE diferencial na preparação para a repescagem. Este prazo, para quem reprovou, é um grande diferencial, pois ele é um tempo extra que os candidatos que serão aprovados na 1ª fase do XXVIII não terão. E, claro, para quem está vindo de uma reprovação, nada melhor do que um tempo extra para fazer uma boa autocrítica.

Sim, a autocrítica é fundamental nessa hora!

Partir da premissa que houve uma reprovação e essa reprovação tem uma ou mais causas. 

E que causas? Errou a peça? Errou itens de direito material? Não conseguiu gerir o tempo adequadamente?

A autocrítica é importante para a identificação dos erros. Sem isso o cadidato corre o risco de manter um padrão de repreparação, o mesmo padrão que o levou inicialmente a reprovação.

DETALHE FUNDAMENTAL: Não se esqueçam de que o intervalo de tempo entre a prova da 1ª fase e a da 2ª fase do XXVIII será de apenas 7 semanas, uma das mais curtas da história do Exame Unficado. Isso considerando que o novo calendário do Exame de Ordem ficou mais apertado.

Esperar não é uma opção.

Agora é o momento de se fazer também uma pergunta vital e estratégica: trocar ou não de disciplina?

Claro! Essa reflexão serve apenas para quem está insatisfeito e pensa em trocar de disciplina. Quem está convicto em permanecer na atual área não deve se preocupar com isto.

Lembrando que, a partir do dia 18/03, os candidatos da repescagem poderão não só trocar de disciplina como também de localidade, caso assim queiram.

Superada esta etapa, está na hora de escolher um curso. E essa escolha é fundamental, pois um curso para a 2ª fase apresenta ao candidato tudo o que há de mais atual em cada disciplina, afora as especificidades e técnicas para a prova subjetiva.

As aulas do JUS21 para Repescagem são ESPECÍFICAS para a 2ª fase do XXVIII Exame da OAB.

Incluindo aí 4 simulados com correção INDIVIDUALIZADA de peças e questões.

O conteúdo programático foi todo pensado para proporcionar o melhor ENFOQUE PEDAGÓGICO, tornando a compreensão do conteúdo muito melhor, o que aumentará a qualidade do aprendizado e, claro, a apreensão do conteúdo.

Aproveitem essa chance e preparem-se de forma completa e aprofundada para a próxima prova subjetiva!

Cursos JUS21 para a repescagem do XXVIII Exame de Ordem:

Repescagem da 2ª fase Direito Penal - Geovane Moraes, Luiz Carlos e Renato Fazio

Repescagem da 2ª fase Direito do Trabalho - Schamkypou Bezerra

Repescagem da 2ª fase Direito ConstitucionalRodrigo Rabello e Raphael Rosa Romero

Repescagem da 2ª fase Direito Administrativo - André Albuquerque

Lembrem-se: quanto antes a preparação iniciar, melhor, pois assim o conteúdo pode ser integralmente esgotado e estudado.

A aprovação agora está bem mais próxima!!

Como se preparar para repescagem do XXVIII Exame de Ordem?

Ninguém aqui quer vender a ideia de que é fácil recomeçar. Sabemos que iniciar uma nova preparação, ainda com o amargo da última reprovação na boca, é um tanto quanto complicado.

Entretanto, em algum momento vocês terão de achar no coração a vontade de recomeçar. Se isso vai acontecer, então que seja o quanto antes.

Lembrem-se: tempo é um elemento crucial para os estudos. E vocês, que estão na repescagem, neste momento têm ele de sobra. Logo, aproveitem o momento para se permitirem uma preparação mais aprofundada, com uma exploração mais abrangente do conteúdo, e isso é plenamente possível com todo o tempo disponível no momento.

Falando em preparação aprofundada, nós sabemos que todos acabaram de sair de uma preparação, e estão com um lastro razoável de conhecimentos para iniciar novamente o mesmo caminho.

O que fazer agora então?

O primeiro passo é colocar no papel dois pontos fundamentais:

1 - Os tópicos onde sentiu mais dificuldade na preparação anterior;

2 - Os tópicos que não foram devidamente aprendidos na preparação anterior.

Não que o estudo tenha de começar por eles. Acredito que a preparação deve seguir o ritmo das aulas e da leitura da doutrina, mas quando vocês chegarem nestes tópicos, a atenção e o tempo a ser empregados neles deverá ser maior. Como o tempo ainda é abundante, isso é plenamente possível.

Um segundo ponto de abordagem, e este pode ser inclusive encarado em um primeiro momento de retorno aos estudos, é aprofundar a compreensão da sua respectiva disciplina processual.

Uma pergunta a ser respondida com profunda honestidade: vocês dominam de fato a parte processual da sua disciplina? Diante de um problema hipotético consegue pensar na solução SEM TER SIDO treinado pelo professor? Tão somente, no máximo, consultando o vade mecum?

Muitos examinandos só fazem determinado tipo de peça se o professor de seu curso a tenha ensinado.

Isso é muito, mas muito pouco mesmo para um candidato de OAB.

Examinando TEM de saber achar a solução para cada hipótese, e isso só acontece se sua compreensão do respectivo processo tem certo grau de qualidade.

Logo, para começar de fato, a aquisição de uma doutrina sobre a área processual e o seu imediato estudo parece-me ser o ponto de partida para a preparação. Quem não tem segurança no processo SOFRE muito na 2ª fase, e o momento de encarar essa questão chegou.

O candidato precisa saber identificar o caminho a ser seguido em cada problema apresentado. É isto inclusive que vai lhe dar a confiança verdadeira e necessária para enfrentar a prova.

Este é, portanto, um dos caminhos possíveis para reiniciar a preparação.

E, acima de tudo, não deixem o desânimo tomar conta. A aprovação, e acreditem nisto, não está assim tão longe no horizonte. E com o devido tempo, vocês chegarão afiadíssimos para a próxima segunda fase. Só depende de vocês!