publicado em 23/09/2015 às 06h33
Quo vadis, Coordenação Nacional do Exame de Ordem?

Coordenação Nacional do Exame de Ordem? 2

Quo vadis é uma expressão em latim que significa “Para onde vais?” Ela aparece na Bíblia, em João 16:5, quando Jesus diz:

"Agora que vou para aquele que me enviou, nenhum de vocês me pergunta: Para onde vais?"

Pois é! Para onde estais indo, Coordenação Nacional do Exame de Ordem?

A pergunta tem uma razão simples, porém extremamente significativa para milhares de examinandos que fizeram a 2ª fase do Exame de Ordem, especificamente quem fez Administrativo e Constitucional.

Eles querem saber o que a Coordenação vai decidir sobre as peças dessas duas disciplinas, e, acima de tudo, QUANDO a decisão vai ser publicizada.

Ninguém, rigorosamente ninguém, quer esperar o dia 6 para saber se terá a peça corrigida ou não.

Quem fez Constitucional está apenas esperando a ratificação da recomendação feita na última sexta-feira pelo Colégio de Presidentes, que em uníssono apontou pela aceitação do parecer como peça prático-profissional possível para o enunciado apresentado, informação esta apresentada em primeira mão aqui no Blog:

Atenção! Colégio de Presidentes da OAB se coloca a favor do parecer na prova de constitucional

Se não há divergência entre os presidentes de seccionais, por que não publicar logo um comunicado informando a aceitação da peça?

Já a questão da peça de Administrativo é um pouco diferente, pois ainda não sabemos se há um posicionamento favorável ou não em relação ao mandado de segurança, apesar de ter gente dentro da OAB se colocando de forma favorável.

E a questão da prova de Administrativo, a quantas anda?

A ansiedade por um posicionamento da banca é bem grande, e o pleito dos examinandos é bem razoável: eles querem apenas informações.

Já estou vendo uma vontade por parte de vários deles em reiniciar a pressão para cima de dirigentes da OAB caso nenhuma informação seja disponibilizada, pois sem um posicionamento formal eles não têm segurança ou certeza quanto a nada.

Ademais, estamos já próximos do dia 6, na verdade, há apenas 13 dias do resultado preliminar. Se a banca for corrigir essas provas (e eu sei que os MS feitos pelo pessoal de Administrativo ainda não foram corrigidos) está na hora de fazer isso, do contrário a FGV não terá tempo.

O pessoal envolvido no Exame de Ordem sabe, e deve ter uma vívida memória disto, de como os candidatos podem ser "contundentes", por assim dizer, quando estão insatisfeitos ou quando se sentem injustiçados. Basta lembrar do X Exame de Ordem, aquele caos generalizado.

Ninguém quer aquilo!

Os examinandos só querem um posicionamento, e um posicionamento público. Não é pedir demais.

Do contrário, ninguém segura eles. E isso não é bom para a imagem do Exame.

Quo vadis, Coordenação Nacional do Exame de Ordem?



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM