Mega Revisão Jus21

A melhor revisão para a prova da OAB

publicado em 09/04/2018 às 10h11
Quais são as perspectivas de anulações na 1ª fase do XXV Exame de Ordem?

Quais são as perspectivas de anulações na 1ª fase do XXV Exame de Ordem?

Este é um momento em que naturalmente, as expectativas quanto a eventuais anulações é muito elevada por parte dos candidatos que fizeram entre 37 e 39 pontos, e é necessário "jogar luz" sobre as circunstâncias.

A verdade é que quanto aos recursos não existe exata correlação entre um bom recurso e seu respectivo provimento, ou seja, a superveniência de uma anulação.

E o histórico de anulações, cuja compilação dei início desde 2008, é uma testemunha silenciosa desta realidade.

Quando o assunto é anulação temos uma premissa básica: vale o que entende a OAB.

Ponto!

Nem mais, nem menos, o que entende a OAB.

Por maior que seja a quantidade de recursos, por melhores que eles sejam, a OAB é a senhora do destino da prova e faz o que bem entende.

O histórico abaixo mostra isso:

 

Nas últimas 21 edições não tivemos anulações em 11 oportunidades, sendo que a maior parte nas últimas edições, o que demonstra uma mudança de postura da banca.

Acham que os candidatos e cursos, nestas oportunidades, não elaboraram bons recursos? Elaboraram, é claro!

Tivemos até questões verdadeiramente absurdas, com recursos excepcionais, mas a OAB fez que não era com ela e condenou muitos a repetirem novamente a 1ª fase.

A verdade é: a Ordem não quer anular.

Vocês podem ver que no XXI Exame de Ordem a OAB anulou, de ofício, 2 questões, exatamente para mascarar um alto percentual de reprovação. Na época os percentuais baixos incomodavam a Ordem.

Mas este incomodo desapareceu  no XXIII Exame de Ordem, a pior prova de todos os tempos. A OAB não se fez de rogada e NÃO anulou nada, apesar da reprovação na primeira fase ter sido de 86,56%.

Um assombro!
No último exame tivemos uma anulada, e tão somente por conta de um erro material da banca.

E o que esperar agora para o XXV Exame?

Bom, para começar, é importante deixar claro que eu vou ESPECULAR sobre probabilidades. Eu não tenho como saber o que a Banca Recursal do Exame de Ordem vai definir no dia 08/05. Minha opinião é baseada na experiência e no histórico de anulações, como também no atual contexto de recursos para a atual primeira fase.

Ou seja: posso errar!

Quem fez 37 pontos
Acho muito difícil termos 3 anulações. A última vez que isso aconteceu foi no IX Exame. A banca não vai elastecer tanto assim a ponto de anular 3 questões.
Quem fez 38 pontos

Quem fez 38 pontos tem algumas chances. Ainda estamos elaborando recursos e aparentemente estes são pertinentes. Não acho, neste momento, ser tão improvável que anulem 2 questões.

Não é, claro, algo impossível, mas é difícil. XXV Exame de Ordem: recurso para a questão do Estúdio Max
Quem fez 39 pontos

Acredito que compensa arriscar nesta edição do Exame. O cenário não é dos melhores há um bom tempo, mas a construção dos recursos tem sido bem criteriosa.

Evidentemente, arriscar envolve saber que tudo pode dar errado, mas, mesmo assim, ficar parado é que não dá. Ou se faz uma aposta ou se direciona as atenções para a próxima prova.

Pelo contexto, e pelos recursos a serem elaborados, acredito que dá para Arriscar. Aliás, com 39 é sempre essa a recomendação.



FIQUE POR DENTRO
RECOMENDAÇÕES DO BLOG

Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM