Mega Revisão Jus21

Uma revisão sem igual para vocês fazerem bonito na prova da OAB!

publicado em 18/06/2010 às 19h05
Ponderações sobre o Caderno de Justificativa de Respostas

A publicação desse Caderno está gerando tanta controvérsia e tantas indagações que preciso escrever umas considerações agora.

Sim, o Cespe e as Seccionais monitoram a internet para saber o que se está debatendo sobre o Exame.

Sim, os Conselheiros da Ordem conhecem de antemão todos os fundamentos para os recursos que circulam em comunidades e blogs.

O Cespe e a OAB não são estruturados somente por senhores com mais de 70 anos. Estão cheios de gente ligadas na WEB, do mesmo jeitinho que nós.

Sei disso tudo por fonte muito boas, que nunca poderão ser identificadas.

Sim, a OAB e o Cespe estão de olho em tudo, inclusive na indignação de vocês.

O Caderno de Justificativa de Respostas nada mais é do que o posicionamento do Cespe em relação a sua prova. Só isso.

Não é a ratificação das questões, de forma a inviabilizar os futuros recursos. Isso por dois motivos:

1 - Quem decide o que é anulado ou não é a OAB e não o Cespe;

2 - A decisão não é técnica, é política, olhando-se sempre o número de candidatos que passarão para a segunda fase - Há limites para isso.

E sim, essa prova está muito, mas muito longe da promessa da OAB de elaborar uma prova voltada a exigir o raciocínio jurídico - foi o contrário.

A promessa da OAB se perdeu pelo caminho da necessidade, entre o calendário e a qualidade, entre fraudes e restrições de mercado.

Sim, o Exame de Ordem serve para selecionar os mais aptos (se a prova exigisse mesmo raciocínio jurídico) mas também é instrumento de exclusão de mercado. Vou publicar um texto semana que vem demonstrando isso.

Sim...existe um embate entre vocês e a Ordem. As prova subjetivas  do Exame 2.2009 foi um desses embates - uma prova feita para derrubar deliberadamente o maior número de bacharéis possível. O Exame 3.2009 foi outro - prova objetiva muito difícil e provas subjetivas com atribuições de notas para lá de injusta; a prova objetiva do último domingo foi, como sentiram na carne, concebida para reprovar, e muito.

Nesse embate, infelizmente, vocês estão em desvantagem...e sempre estarão.

Por isso a união é fundamental.

Recorram de tudo - fundamentos para isso não faltam. O Caderno de Justificativa de Respostas não é a pá de cal para vocês. É só o Cespe dizendo o que pensa. A palavra final é do Colégio de Presidentes das Comissões de Exame de Ordem.

Estou confiante que a OAB, ao contrário do Exame 3.2009, anulará 3 ou mais questões.

Se não anular, colocará seu exame na berlinda. Afinal, é preciso mostrar que o Exame foi concebido para selecionar, e não reprovar.



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM