publicado em 07/02/2020 às 08h00
Amanhã é dia de NO ALVO! A super revisão de véspera da OAB!

Amanhã iremos transmitir NO ALVO diretamente no Youtube do Jus21! Um dia inteiro de dicas para a prova objetiva!

Confiram a programação:

Lembrando que este será um evento gratuito e online!

Pois é! Uma mão na roda para quem QUER passar na prova da 1ª fase, pois os professores, para variar, vão colocar o dedo na ferida, digo, mostrar os temas que verdadeiramente têm chances de serem cobrados.

E serão muitas dicas! Aliás, dicas pra dedéu!

Como fazer então para as dicas serem efetivas, para tudo o que for dito pelos professores seja assimilado e na hora da verdade vire pontos na prova?

Muitos candidatos acompanham essas revisões, já devidamente cansados por conta da maratona de estudos, e não fazem nenhum registro das informações passadas.

Isso não serve! Mas não serve mesmo!

A informação precisa ser assimilada, e para isto precisa passar por um mínimo de memorização, o que é dificultado pelo pouquíssimo tempo entre a revisão e a prova.

O caminho das pedras é o seguinte!

1 - Anotar pontos importantes

Vocês não vão copiar tudo o que o professor falar, mas vão anotar, de forma RESUMIDA, cada dica.

Anotar tudo é importante para o processo de revisão, que se associa com a memória quando o resumo é lido.

2 - Separar o que sabe do que não sabe

Algumas dicas serão de temas que você já estudaram, outras, não. No resumo identifiquem o que é o quê.

3 - Estabelecer a fixação

Terminado o NO ALVO - serão feitas as devidas anotações, e claro - vocês vão reler o resumo.

Nesse momento, com a informação fresca na cabeça, a leitura do resumo (um processo muito mais rápido do que simplesmente se rever todo o evento novamente, ou pegar uma doutrina) vai evocar tudo o que os professores disseram: a lembrança será nítida!

Com isto vocês darão início ao processo de consolidação da memória quanto às dicas.

Durante a leitura, aquilo que vocês já sabiam transforma-se-á em uma confirmação para o cérebro, e a convicção quanto ao tema aumenta.

Já as informações que vocês ignoravam passarão a entrar no rol do conhecimento de vocês. Em função disto será OBRIGATÓRIO pegar um vade mecum e ler o artigo de lei vinculado a dica da informação que vocês desconheciam.

Já no sábado (que também é dia de resolver exercícios) antes de iniciar com essa resolução vocês devem reler mais uma vez o resumo e tentar puxar de memória tudo o que o professor falou daquele tema.

Na manhã do domingo, uma releitura rápida do resumo é uma boa pedida.

Aprender é um processo, e como tal envolve uma série de etapas. Não basta ao estudante adotar uma postura passiva (apenas ver as dicas) e achar que vai memorizar. Até vai, mas em uma escala muito baixa!

Com um processo de REVISITAR a informação, chamá-la da memória, fazer ela transitar da cabeça para o papel, e vice-versa, a memorização acontece.

4 - Aproveitar na hora da verdade

É altamente improvável que, na hora da verdade, ao se deparar com uma questão cujo tema foi abordado na revisão, a memória não dê um estalo e diga um: "essa eu sei!"

Imaginemos que algo entre 4 e 8 dicas sirvam para fazer a diferença entre a escolha de 4 até 8 questões. Ou seja, as chances de colocar A MAIS na pontuação 4 ou 8 questões é algo fabuloso. Verdadeiramente faz diferença em uma prova que reprova muitos candidatos pelo simples fato deles não conseguirem sequer chegar a metade necessária da pontuação.

Mas isto não vai, não mesmo, acontecer com vocês!

Anotem na agendinha: amanhã o NO ALVO vai fazer a diferença para vocês, é só adotar a metodologia certa de fixação do conteúdo e cair para dentro da prova.

Vocês vão ver então a força e importância do NO ALVO.

O sorriso ainda na noite de domingo será a recompensa pelo esforço!



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM