Curso para a reta final de preparação do XXXI Exame de Ordem

Vamos estudar forte para a prova do XXXI Exame de Ordem!

publicado em 30/11/2019 às 16h05
Algo me diz que as provas de amanhã serão boas!

Véspera de prova é sempre complicada, não é? Mil pensamentos na cabeça, preocupações e a expectativa em saber qual será a peça e se a prova vai ser muito difícil ou não.

Difícil lidar com tudo isso na mente.

Mas, pelo o que acompanho da prova, eu diria que a conjuntura está muito favorável para vocês na prova de amanhã.

Ou seja: tem tudo para termos boas provas de 2ª fase.

E quando falo em boas provas digo provas em que um candidato preparado (óbvio) não vai se embananar nem para entender so problemas e nem para achar as respostas.

Por que penso assim?

Vamos lá!

1 - Histórico recente de boas edições na 2ª fase

Todas as provas recentes, desde o XX Exame de Ordem, foram boas, exceto a prova do XXVII Exame de Ordem, que efetivamente foi muito complicada.

Descontando problemas pontuais, como peças inéditas, as provas no geral têm sido consideradas boas pelos candidatos.

A última prova, do XXIX, destoou um pouco também, mas não foi nada muito pior do que o convencional.

Detalhe: o grau de dificuldade da 1ª fase não tem influenciado em nada na 2ª fase. Provas da 1ª fase horrorosas, como o XXIII, e provas da 1ª fase boas, como o XXIV, tivemos provas subjetivas consideradas boas pela média dos candidatos.

XXIV Exame de Ordem tem aprovação recorde em uma segunda fase!

XXVI Exame tem a melhor 2ª fase de toda a história da OAB

XXVIII Exame de Ordem tem a 2ª melhor prova subjetiva de todos os tempos (uma edição suplantando a outra)

Diferentemente da 1ª fase, que sabemos bem está complicada, a 2ª fase tem tido uma estabilidade bem considerável levando-se em conta praticamente as últimas 10 edições do Exame.

2 - Chega de lambanças

A última primeira fase foi trash. Horrível mesmo, com 3 anulações de ofícios e muitas, mas muitas reclamações.

Tantas reclamações que até uma reunião entre a direção da OAB e o povo da FGV ocorreu aqui em Brasília.

Eu simplesmente acho que a FGV não vai incorrer no erro de atrair para si mais uma controvérsia.

Seria forçar demais a amizade após semanas de candidatos marcando e exigindo providências de vários dirigentes da OAB, em especial o presidente Felipe Santa Cruz.

Provas tranquilas amenizam o clima, especialmente após ele ter esquentado bem.

3 - O "mistério" não é do tamanho que vocês imaginam

A ansiedade produz um fenômeno engraçado: nós superestimamos o tamanho do desafio.

Ou seja: a prova parecer ser pior do que efetivamente é, e tudo isso como desdobramento do medo e da ansiedade.

Isso é, essencialmente, uma questão de fundo emocional e não guarda correlação com a prova em si.

Falando nisto, hoje, 20h, farei uma live para tratar especialmente da questão emocional nesta véspera da prova. 

A transmissão será pelo Youtube do Jus21 a partir das 20h. Vou trabalhar a gestão emocional neste momento e como fazer uma prova com os nervos no lugar.

4 - O vade mecum tem as respostas para tudo

É muito difícil, muito mesmo, que exista algo na prova que não encontre respaldo no vade mecum, especialmente porque vocês têm de fundamentar os argumentos de vocês. Se existem uma fundamentação legal no vade, ele então tem o caminho a ser percorrido para a entrega da resposta.

Se vocês treinaram bem, no domingo o vade vai ser o amigo que vocês precisam para fazer uma boa prova.

Não tem mistério!

É raríssimo que um tópico da prova não tenha um fundamento no vade. Raríssimo!

E se é assim, como vocês cansaram de verificar durante os simulados, então grande parte do medo não faz sentido.

"Mas Maurício, quer dizer que fazer a prova é algo tranquilo?" 

Não!

A prova é uma prova séria e que vai demandar muito esforço intelectual de vocês amanhã. E se não trabalharem direitinho, vão reprovar.

Quero dizer apenas que a prova é perfeitamente REALIZÁVEL! Dificilmente teremos nelas pontos que vocês não consigam compreender e desenvolver o raciocínio.

Se isso for entendido, o nível de ansiedade e stress agora cai, e com as emoções no lugar vocês podem fazer todo o necessário para serem aprovados.

Não tem mágica para ser aprovado, como também a prova não é nenhum pavor absurdo.

Apenas racionalizem o momento e saibam que amanhã tudo dará certo. A prova não é o bicho feio que a IMAGINAÇÃO de vocês está construindo.



Cursos, Treinamentos & Produtos

11 ANOS DO
BLOG EXAME DE ORDEM